Perguntas Frequentes

P.Na prática o que a Nutrição Funcional traz de novidade para os pacientes?
R.

A Nutrição Funcional aplica a Ciência da Nutrição de acordo com a Individualidade Bioquímica e a rotina de cada um. Não se limita à cálculo de calorias e sim rastreia sintomas, sinais e características de cada paciente e os relaciona com a carência ou excesso dos nutrientes que geram doenças como: obesidade, osteoporose, diabetes, desordens estéticas e alteração na performance física.

Apesar de recente no Brasil, a Nutrição Funcional conta com o respaldo científico de diversos estudos realizados principalmente na Europa e nos EUA, onde, aliás, existe um instituto dedicado à especialidade: o The Institute For Functional Medicine.

P.Para o objetivo de emagrecimento é necessária uma restrição alimentar radical?
R.

O objetivo do emagrecimento vem aliado a um objetivo de saúde e vitalidade e para tal, é necessária uma mudança! Mudança de pensamentos, de alimentos, de hábitos relacionados a alimentação. Há algumas restrições, mas há uma oportunidade de conhecer mil novos alimentos e preparações. Esteja aberto ao novo!

P.Todo planejamento alimentar de Nutrição Funcional é isento de glúten e de lactose?
R.

Não! Há uma tendência de generalizar essa ideia da Nutrição Funcional, mas os planejamentos são únicos e podem ou não restringir glúten e/ou lactose.

P.Usar suplementos faz bem ou mal?
R.

Os suplementos alimentares podem ser úteis para complementar um plano alimentar e o tipo e quantidade de suplementos devem ser calculados de acordo com sexo, idade, tipo de atividade física, etc. Cada célula do nosso corpo é uma unidade viva que depende, para o seu funcionamento pleno, de determinados nutrientes em doses que variam de pessoa para pessoa. Outra questão é o momento metabólico do indivíduo: um suplemento que tem tudo a ver com seu momento atual pode ser inútil ou até nocivo a sua saúde em outro momento da sua vida.

P.Qual a verdadeira dieta DETOX?
R.

Apesar de o nome estar na moda, a dieta DETOX deve ser orientada apenas por profissionais especializados, pois se mal conduzida pode acarretar em carências nutricionais.

A dieta DETOX consiste na inclusão e exclusão de diversos alimentos, suplementação adequada e mudanças de hábitos, a fim de facilitar o corpo no processo natural de liberação de toxinas pelo corpo.

Um corpo intoxicado trabalha mal: cansaço frequente, dificuldade de concentração, alterações de sono, dores de cabeça etc.

Ao seguir um cardápio individualizado, com muitos nutrientes e compostos que auxiliam o funcionamento dos principais órgãos da desintoxicação, haverá um claro aumento de disposição, redução de gordura corporal e redução /desaparecimento de sintomas desagradáveis relacionados a intoxicação.